Dk47 lança clipe de “racista e n1ke” com Guiu

dk47 lança clipe de racista e n1ke

Dk47 lança clipe de racista e n1ke com o promissor rapper Guiu. O som ta disponível em todas as plataformas digitais.

A letra fala sobre o momento atual que estamos vivendo no mundo,mas toca principalmente na ferida aberta do racismo que ainda existe dentro do nosso país.

Veja Também: George Floyd fez parte de grupo lendário de rap

Nem os seguidores do presidente Jair Bolsonaro e o prórpio presidente ficaram de fora da letra,criticados na letra os seguidores do “Mito” são chamados de “gado”.

Parte da letra da música foi parar nos trends topics do twitter e até o momento desse post ainda estava lá.

veja o video e a letra abaixo.

[Intro: Guiu]
Fé em Deus, fé em Deus, fé em Deus oh
Fé em Deus oh, fé em Deus oh, Guiu
Fé em Deus oh, fé em Deus oh, fé em Deus oh
Isso que é som de Rap

[Verso 1: Guiu]
Olha minha cara mano e diga mermo se eu to brincando
Tamo rimando pra fugir da boca e dos cara de Blaze
Eles de mira laser tão me mirando
Tenho a cor do Blade deve ser por isso que eles tão atirando
(Pow pow pow)
De quem é a culpa?
Do mano que compra ou do mano que vende?
Do mano que rouba ou do mano que corre?
Depende meu mano da cor dessa gente
Se for preto com certeza é cova
Agora entendi o buraco é mais embaixo
7 x 1 foi bem antes da copa
Os branco nos fuderam e ‘cês assina embaixo
Jogo verde pra colher maduro
Vocês jogam bomba pra colher desgraça
Regam flores com sangue de Preto
Teu mais rataria na mala do opala
80 tiros no carro de um cara
Rajada e granada encima da esperança
Como cês querem falar de futuro
Com a lei matando toda essas crianças
Vocês são gado’ vota nesse cara
Se achando brabo e gritando mito
Sei o que ‘cê odeia é preto sendo capa
Sem envolver policia e gritando “rico”
Rico, ahhh
Tá na moda fazer esses bang nesse som de trap
Rico, ahhh
Tipo baile funk tem vários bundão na cena rap
Eu nem vim aqui querer julgar ninguém
Só que desde pequenininho não levo desaforo
Pra casa ou pra rua muito menos pro estúdio
Amassando os oponentes tipo especial do Goro

[Refrão: Guiu]
Racista e NIKE amo os dois na sola
Ei concorrência pó’ chamar a de fora
Racista e NIKE, Racista e NIKE
Racista e NIKE amo os dois na sola
Racista e NIKE amo os dois na sola
Ei concorrência pó’ chamar a de fora
Racista e NIKE, Racista e NIKE
Racista e NIKE amo os dois na sola

[Verso 2: DK 47]
Racista e NIKE amo os dois na sola
De preferência do meu 12 mola
Eu com meu cadarço no teu pescoço
E tu agonizando com a língua pra fora
Não gasto uma bala da minha pistola
Sujo de sangue a sola do meu boot
Desculpe a tropa mas a sua coça
Vai ser com seu próprio cinto da Gucci
Vocês é igual a esse presidente
Quando tu fala eu ouço no Mute
Sua viúva chorando pra mim é música
Que eu escuto no último volume
Tu acha certo pedir a paz
E ao mesmo tempo fogo nos racista?
Eu acho tão certo que eu escrevo os versos
Do lado de um galão de gasolina
Sei que os rappers aí de direita
Também tem direito de fazer um rima
Tem coisa na vida que nunca combina
Igual um kit da NIKE com tênis da Adidas
Montei barraquinha enquanto eles ria
Juntei pra comprar o pisante que eu queria
Mal eles sabiam que esse AirForce
Era a última coisa que eles veria
Já temos marcas, foda-se roupas
Nós tamo’ queimando essa porra toda
Não tenho mais tempo pra Beverly Hills
Nova tendência vai ser Minnesota
Vejo o peixe morrendo pela boca
E os vacilão morrer pelo nariz
Enterro racista de cabeça pra baixa
Que não ocupa espaço e nem da raiz
Pisar na merda diz que da dinheiro
E eu to querendo ficar milionário
Então por favor vocês me avisa
Onde tá os nazista do pró Bolsonaro
Mulher não foi feita pra ‘tá na cozinha
O preto na senzala e o gay no armário
Mas minha caneta é uma Baioneta
Passar esquartejando racista safado

[Refrão: Guiu]
Racista e NIKE amo os dois na sola
Ei concorrência pó chamar a de fora
Racista e NIKE, Racista e NIKE
Racista e NIKE amo os dois na sola
Racista e NIKE amo os dois na sola
Ei concorrência pó chamar a de fora
Racista e NIKE, Racista e NIKE
Racista e NIKE amo os dois na sola

fonte da letra: LetrasMus

Categorias:Noticias, Rap nacional

Marcado como:,

Deixe uma resposta