Eminem pede desculpas a Revolt e recua sobre seu verso vazado

‘Distração desnecessária.’ Eminem pede desculpas para revolt de Diddy

Eminem em 2014

O astro do hip-hop Eminem pediu desculpas publicamente a P. Diddy proprietário da Revolt depois que suas críticas contundentes à empresa de mídia foram reveladas em uma faixa recentemente vazada.

O rapper de 47 anos – nome real Marshall Mathers – se desculpou depois que seu verso na versão não lançada da faixa “Bang” de Conway the Machine provocou a ira da rede..

“Sim, grite para Puffy Combs, mas f ** k Revolt”, canta o rap nativo de Detroit. “Vocês são como um controle remoto. Agora entendo por que nosso botão está quebrado.”

Revolt Responde

A revolt respondeu inicialmente às barras vazadas com uma refutação abrasadora no Instagram, que dizia simplesmente: “Foda-se você também, Eminem”.

A empresa continuou explicando por que o insulto de Eminem foi problemático em uma longa declaração.

“Por que Eminem, alguém que é convidado na cultura negra, acha que pode falar com a REVOLT”, disse a empresa de mídia em um comunicado à Billboard.

“A REVOLT é uma empresa de mídia NEGRA, de propriedade de um empresário negro, com uma equipe negra majoritária – autêntica e real.”

A empresa destacou que continua a conscientizar sobre questões de justiça social e igualdade, insistindo: “Eminem, tentar vir atrás de nós é uma distração desnecessária. Isso não é bom”.

“Precisamos ser apoiados para ser a plataforma e a voz desse movimento”, acrescentou.

Levando ao Twitter na quinta-feira, Eminem concordou que as letras vazadas eram uma “distração desnecessária” do movimento Black Lives Matter. O cantor acrescentou que ele nunca quis que o verso vazado fosse ouvido.

“Fiquei aquecido no momento, pensei melhor e decidi recuar”, explicou. “Coisas que eu nunca pretendi lançar continuam vazando do enorme hack do WeTransfer”.

Ele continuou afirmando que não tinha “nenhum problema com a Revolt” e congratulou-se com a oportunidade de trabalhar com a organização “em algumas coisas positivas”.

Deixe uma resposta